77 3612-0426 / 99973-8813 Área do Assinante Webmail

O futuro da conectividade está chegando

Quais as oportunidades e também os novos riscos cibernéticos

Na análise da Canalys (Empresa Global Líder na Análise de Mercado de Tecnologia), a implementação da rede 5G vai acontecer com mais rapidez do que foi no 4G. A disputa entre os governos dos EUA e da China vai alavancar a demanda por smartphones com essa tecnologia.

Nos próximos anos serão disponibilizados para venda mais de 1,9 milhão de aparelhos mobile com tecnologia 5G no mundo. De 2019 a 2023 o crescimento será de quase 800 milhões de unidades, com uma representatividade de mais de 50% no total de smartphones, ultrapassando o 4G até 2023.

Conforme a última edição do Ericsson Mobility Report (Junho/2019), nenhuma tecnologia teve o potencial de transformação econômica como o 5G está prometendo. Os serviços que irão contar com o 5G já estão chegando às cidades europeias e às cidades norte americanas. A expectativa para esse serviço chegar ao Brasil está prevista para 2020.

O otimismo e o entusiasmo estão cada vez mais evidentes. Esta nova rede está programada para trazer mais velocidade aos nossos dispositivos portáteis e também conectar as pessoas à IOT com mais agilidade e melhor experiência do usuário.

As previsões do Relatório de Mobilidade na Internet mostram alguns números.

Projeção regional

  • Na América do Norte, os provedores de serviços já lançaram os planos 5G. Até o final de 2024, a previsão é de cerca de 270 milhões de assinaturas 5G, representando mais de 60%;
  • Na Europa Ocidental espera-se que a 5G seja responsável por cerca de 40% das assinaturas móveis até 2024;
  • Na Europa Central e Oriental a perspectiva é para o início das assinaturas já em 2019, com representatividade de 15% até 2024;
  • No nordeste da Ásia a tecnologia 5G deve atingir 47% até o final de 2024;
  • Na Índia a tecnologia 5G ficará disponível em 2022 e com 6% das assinaturas móveis até o final de 2024;
  • Na América Latina, o início da execução do 5G será possível na banda de 3,5GHz durante 2019. Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México são os primeiros países da região a inaugurar o 5G, com previsão de expansão em 2020. Até o final de 2024, a 5G está estará ajustada para representar 7% das assinaturas de dispositivos móveis.

E com toda essa evolução tecnológica, também poderão ocorrer mais oportunidades de ataques cibernéticos. Hoje os dispositivos interconectados operam em redes com baixa taxa de dados e baixa potência. Com a inclusão de redes 5G em todo o mundo, as capacidades de Realidade Virtual e Realidade Aumentada, Inteligência Artificial e Machine Learning, e Automação e Robótica aumentarão consideravelmente. Por isso é importante manter sempre a atenção em relação à segurança dos seus dispositivos.

 

Fonte: Terra Noticias

  • Compartilhe: